Testando Moto Z Play Power Edition

Testando Moto Z Play Power Edition

Há um mês aproximadamente recebi de presente um Moto Z Play da Motorola. Como eu já conhecia o Moto Z (para saber mais clique aqui para ler a resenha que o Ricardo Terrazo fez no Canal Masculino) foi bem bacana poder comparar os dois modelos e entender melhor o que um ou outro oferece.

Nesta resenha não farei um comparativo exatamente, mas vou apontar alguns pontos que acho digno de nota quando falamos de dois aparelhos semelhantes e que geram dúvidas sobre qual seria a melhor compra.

Testando Moto Z Play Power Edition

Moto Z Play: Overview

Com design bacanudo, o aparelho conta com tela de 5,5″AMOLED fazendo com que usar o celular para as tarefas do dia a dia, assistir vídeos e tirar fotos seja muito confortável. Eu, particularmente, não sou fã de celulares com telas muito maiores que esta, sinto que minha mão não é o suficiente para dar conta da tela e preciso usar as duas mãos o tempo todo, o que me incomoda. Assim, a tela do Moto Z Play, para mim, tem o tamanho ideal. Outro destaque do Play em relação ao Z é que por ser mais espesso e não tão fininho, o aparelho não deu nenhuma deslizada da minha mão, como acontecia às vezes com o Z. Sua pegada é melhor e mais segura. O fone de ouvido também não precisa de conector para ser usado, pois no Z Play o plug do fone de ouvido está lá, já que ele não é tão fino e tem espaço para tanto. Basta plugar e ouvir suas músicas favoritas.

Testando Moto Z Play Power Edition

Moto Z Play: Bateria

Um dos pontos mais altos do Moto Z Play (até 45horas de uso). Imagine sair de casa cedo e voltar à noite e não ter que se preocupar com bateria. Um sonho, certo? Com o Z Play é realidade! Nos meus dias mais puxados de eventos ele dá conta de tudo. Como ando muito pela cidade de metrô tenho o hábito de ouvir Spotify sempre, fora isso em cada evento são mil fotos, Stories e postagens em redes sociais, sem falar em checar e-mails, Whatsapp e tudo mais que precisamos quando estamos fora de casa. Mesmo assim, ele dá conta do recado e caso o dia se estenda ainda mais um pouco, posso usar o Moto Snap Power Pack que veio junto com o meu aparelho (falo dele mais adiante) para ganhar mais umas boas horas de autonomia. No Moto Z esta facilidade toda de bateria não acontece, a duração é menor, no entanto, se você tiver um Snap de bateria finalmente a busca por tomadas terá fim.

Testando Moto Z Play Power Edition

Moto Z Play: Câmera

A câmera do Moto Z Play é incrível, são 16MP na traseira com abertura ƒ / 2.0, com auto foco a laser e PDAF, obturador sem atraso, flash CCT (color correlated temperature) e 5MP frontal com campo de visão aberto e flash LED. O período em que usei a câmera do Moto Z me apaixonei completamente por ela. Sua nitidez e precisão, por conta da tecnologia OIS de estabilização ótica de imagem, são a cereja no topo do bolo da linha Z e esta era minha dúvida, se o Z Play teria uma câmera tão poderosa quanto o irmão mais caro. Pode-se dizer que sim, o Z Play não vem com a tecnologia OIS o que faz com que aqui possamos ter algumas fotos tremidas, dependendo da situação, mas é só ficar atento no momento de tirar sua foto que isso não será um problema. Como nem sempre tenho a chance de fazer mais de uma foto com calma, uso um recurso de bater várias fotos ao mesmo tempo. É simples, é só apertar o botão da câmera por mais tempo que ele faz quantas fotos você quiser, garantindo assim, sempre fotos perfeitas. Fora este detalhe não senti diferença entre as câmeras dos modelos Z e Z Play. Aliás, fotos com pouca luminosidade também ficam muito melhores nos aparelhos da linha Z. Ah e para quem manja, ambos os modelos oferecem Modo Profissional onde é possível ajustar as configurações para as melhores fotos possíveis (infelizmente, este não é o meu caso).

Testando Moto Z Play Power Edition

Testando Moto Z Play Power Edition

Moto Z Play: Snap Power Pack

Um dos snaps lançados pela Motorola para incrementar o uso do celular e facilitar a vida, basta retirar a capinha do aparelho (Moto Style Shell) e encaixá-lo. Ele fará parte, automaticamente, do Moto Z Play. Com um peso de apenas 165g, é claro que quando acopla-se um Snap o aparelho fica maior e mais gordinho, porém como o uso deste tipo de item é temporário, não vejo grandes problemas em seu aumento de tamanho e de peso. O meu modelo é da TUMI, uma famosa fabricante americana de malas de qualidade e design superior, produzido pela INCIPIO.

O Z Play vem ainda com: 32GB de armazenamento com suporte para cartão micro SD4 de até 2TB, sensor de impressão digital, dual chip, carregador Turbo Power que proporciona até 8 horas de uso com apenas 15 minutos de carga. Resistente a respingos de água (pode tomar chuva com ele sem danificar o aparelho).

Resumindo: para quem me pergunta se o Moto Z Play vale à pena ou se é melhor investir um pouco mais e comprar logo o Z, minha opinião é que o Moto Z possui um ótimo custo-benefício. É um aparelho moderno, atual, que atende as expectativas de quem é usuário pesado de smartphones, como eu, por todas as qualidades que mencionei neste texto. Agora se o seu objetivo é ter uma das melhores câmeras do mercado então pense no Moto Z, pois a estabilização ótica dele faz com que todas as fotos que se tire fiquem perfeitas.

E se você ainda estiver disposto a gastar um pouco mais pode investir nos Snaps que são vendidos à parte (ou em kits quando você compra o aparelho) que ampliam sua experiência com os Moto Z e que são:

Hasselblad True Zoom
JBL Soundboost
Projetor Insta-Share

Com exceção da Hasselblad True Zoom já utilizei todos os outros e adorei as experiências, embora para mim, que gosto muito de música, a JBL Soundboost seja a mais legal de todas!

Preço Moto Z Play: R$1.999,00.
Moto Z Play + Power Pack (Moto Z Play Power Edition): R$2.399,00.

Na galeria abaixo confira algumas fotos feitas com o Moto Z Play. Clique nas imagens.

Onde Comprar:
motorola.com.br

Para mais conteúdo me sigam também nas redes sociais:
Barbara Duarte — Facebook — Instagram
Bazar Pop — Facebook  — Twitter

 

Deixe uma resposta