Cabelos – Dicas de Coloração Para Ruivas

dicas_coloracao_ruivas_VII
Cor Atual

Desde que passei a ser ruiva, há uns dois anos, já passei por vários tons, indo do vermelhão até um tom mais claro, que ainda não chega a ser um cobre puro mas que está mais claro que no início de tudo. Se você quer ser ruiva, lembre-se que está super na moda e que para o inverno 2014 é a aposta de muitas marcas de tinturas.

Lá no começo não entendia muito sobre a diferença de um vermelho e de um cobre. Agora, após já ter passado por uma cor mais fantasia, como se diz, hoje cheguei na cor que gosto mais, que é mais natural e que óbvio, levei um tempo para encontrar. Como muita gente pergunta que tom uso/usei, aqui vão as cores que já passei desde que comecei a saga ruivos.

O bacana de ser ruiva é que é possível, a cada ida no salão, voltar com um tom diferente, mas sem deixar de ser ruiva! E sobre a manutenção, que todo mundo me pergunta,  quem é loira também sofre com o mesmo dilema, só não acontecendo no caso de quem opta por californianas pois ali a raiz enorme e aparente é justamente a proposta do estilo. De qualquer forma, a manutenção do ruivo é mensal e não tem muito como fugir disso.

dicas_coloracao_ruivas_I

Acima, quando tudo começou, o Julio Crepaldi, fera em cor, dono do Salão Galeria, no Itaim,  cortou e tingiu meu cabelo que antes era loiro. Fiquei com os fios levemente acobreados. Nesta época precisava deixar o cabelo crescer mais saudável e o corte e a cor foram os indicados por ele para mim.

dicas_coloracao_ruivas_II

Alguns meses depois resolvi passar um tonalizante e procurando o que usar encontrei um vermelhão da Soft Collor, Wella, na nuance 5554 – Acobreado Intenso. Este tonalizante basicamente agiu como tintura no meu cabelo e o vermelho não saiu mais. Como vocês podem ver ficou super vermelho e eu adorei, mas em menos de 1 ano cansei.

dicas_coloracao_ruivas_III

Mais precisamente depois de 9 meses  comecei, aos poucos, a tentar tirar o vermelhão do cabelo. Passei por um processo de limpeza (decapagem) e então o pessoal do Studio W aplicou uma mistura de Illumina nas nuances 5.43 e 7.43 (na época a recém lançada coloração maravilhosa da Wella).  O resultado foi este aqui de cima. 

Meu cabelo ficou mais escuro e com um leve brilho acobreado, mas eu ainda queria mais ruivo e este foi apenas o primeiro passo para chegar no resultado de hoje.

Porém, mesmo com a decapagem, o vermelho não saiu completamente (pois não sai mesmo de uma vez só, é um processo gradativo) e quando este tom de castanho e cobre desbotou, revelou novamente o vermelho que estava por baixo. Foi então que o Júlio Crepaldi propôs fazer mechas para ir suavizando o tom e clarear os cabelos, o resultado foi este aqui de baixo e a partir de então, a cor de manutenção passou a ser o 8.4 de Color Perfect Wella. Como tonalizante, eu usava o Cobre do Celso Kamura. Foi assim que mantive durante quase 1 ano.

dicas_coloracao_ruivas_IV

dicas_coloracao_ruivas_V

Por fim, cansamos de mechas e do vermelho que sempre teimava em aparecer por baixo do que quer que fosse e o Júlio Crepaldi, por um convite da Koleston que recebi, me indicou mais uma decapagem para acabar com o vermelho e puxar mais para o cobre. Eu amei a ideia e o resultado foi este aqui de baixo:

dicas_coloracao_ruivas_VI

loreal_cristalceutic_barbara_studiow_IV

Nestas fotos temos então: limpeza (decapagem) com uma mistura de 8.4 Color Perfect e 7.43 de Illumina (ambas da Wella) na proporção de 1 para 1 e OX 20. Quem está acostumada a tingir os cabelos em casa sabe como fazer a dosagem.

A cor puxou bastante para o cobre intenso (agora sim, cobre) e após começar a desbotar e dependendo da luz revelava um Strawberry Blonde que eu amei.

dicas_coloracao_ruivas_VIII

Depois de 20 dias voltei para manutenção pois quando se faz uma decapagem e mudança de tom, a cor tende a desbotar rapidinho e é necessário mais uma sessão de tintura para pigmentar bem os fios. Foi então que o Júlio aplicou somente o 7.43 de Illumina com OX 30 e o resultado que você vê acima foi uma cor com toques de vermelho, que óbvio, eu também amei! Caso você prefira uma tintura que seja mais fácil de aplicar em casa ele indica o 7.4 Koleston Creme.

Recomendações: ser ruiva é divertido! A cada mudança de tom, o cabelo muda e a gente desenjoa da nossa “cara antiga” e com tantas opções no mercado dá para chegar no resultado. Só aconselho a fazer, pelo menos, a mudança inicial no salão e não se aventurar a ficar ruiva em casa, depois, a manutenção já pode ser feita por você mesma caso tenha habilidade para isso. Lembre-se que todo este meu processo de cor demorou quase 2 anos, então nada de sair por aí descolorindo os fios para ficar com um ruivo claro. Use produtos de boa qualidade e hidrate os fios toda semana em casa e, conforme a necessidade, uma vez por mês no salão para um tratamento mais intenso.

Onde Encontrar:
Koleston – www.koleston.com.br
Wella – www.wella.com.br
Julio Crepaldi – Salão Galeria – tel. 11 3078-8888

1 Comment

Add Yours

Deixe uma resposta