Os Esmaltes Certos Para as Alérgicas

Desde o ano retrasado que tenho alergia a esmaltes e como foi difícil descobrir isso. Começou aos poucos e foi só piorando, semana após semana, até que ao final, pescoço e lateral do rosto vermelhos e coçando desesperadamente, descascavam durante dias.

Sempre imaginei que quem possuía alergia à esmalte tinha reação nas próprias unhas e cutículas, por isso quando a minha começou, imaginei ser mil e um cremes que usava no rosto, mas, nunca, esmalte.

Quando a suspeita surgiu, afinal sempre que eu fazia as unhas, no dia seguinte a coceira e a irritação começavam, usei nas semanas próximas apenas esmaltes importados (que, geralmente, não contam com substâncias tóxicas) e pronto, a alergia não voltou mais.

Hoje, muita gente me pergunta quais marcas uso e mais gosto. Então aqui vai uma listinha com as marcas que compro ou ganho, uso e meus comentários:

– Mavala – cores lindas, vidrinhos pequenos que não dão tempo de enjoar do tom e preço “acessível”, por volta de R$27,00. Meu desgosto com a Mavala é o pincel, pequeno demais e ruim de passar, mas que não é dos piores, porém sua durabilidade, dependendo da cor, não é tudo isso.

– Revlon – melhor custo benefício do mercado: é “barato”, por volta de R$15,00 a R$17,00, mas muitas lojas fazem ótimas promoções e dá para encontrar até por R$10,00 ou R$12,00, mas é um dos que mais descasca. Tem cores lindas.

– Artdeco – tem cores bacanas mas não apresenta muitas novidades ao longo do ano. É fácil de passar, boa durabilidade e cores legais. Caro, por volta de R$35,00.

– Bourjois – nesta faixa de preço, R$35,00, é o meu preferido. Cores incríveis (faça o teste – o conteúdo é exatamente da cor da tampa do vidro) e durabilidade excelente. Tenho vários e adoro todos.

– MAC – para mim uma das maiores decepções. Sempre ouvi que tudo desta marca profissional é bom, mas um esmalte que testei, não gostei. As cores são realmente lindas e atuais, mas o pincel é péssimo, muito fino, não cobre bem a unha com uma passada e descasca razoavelmente rápido. Polo preço deveria ser bem melhor – R$65,00.

– O.P.I – uma das marcas que mais esperei chegar ao Brasil e quando chegou e comprei meu primeiro e único vidro até hoje, tive reação alérgica. Isso porque, fui descobrir depois, que a primeira leva de esmaltes que desembarcaram aqui não eram livres de formaldeído (tolueno e DBP não tinham) e foi graças à marca que descobri que minha alergia é a formaldeído. Mas, a cor era tão, mas tão linda que aguentei a alergia e fiquei com ele a semana toda, porém nunca mais usei, uma pena! Por volta de R$35,00.

– Sephora – por R$20,00 é possível comprar um vidrinho com cores lindíssimas e que com uma só camada já cobre tudo. É durável e uma das minhas marcas preferidas.

– Dior/Chanel/Yves Saint Laurent – coloco as três grifes juntas porque realmente são bem parecidas em termos de qualidade, cores inovadoras e durabilidade. Todas com pinceis incríveis para aplicação, que facilitam a vida e deixam a cobertura impecável.  São caríssimos, por volta de R$75,00, mas são tudo de bom. Se puder investir é garantia de produto de primeira.

– Lancôme – usei apenas uma cor escura e sinceramente, foi um dos esmaltes mais difíceis de limpar que já usei, mas o tom é lindo e a durabilidade também.

E assim, ficam as minhas dicas sobre esmaltes importados. Na França o uso das três substâncias tóxicas – tolueno, formaldeído e DBP – são proibidas. Por isso, se você é alérgica, pode comprar um esmalte fabricado na França, sem preocupação. O problema é sempre o preço, alto.

Quanto às marcas nacionais, infelizmente a maioria ainda não percebeu a quantidade de clientes que perdem por não produzirem esmaltes livres de substâncias tóxicas. A Colorama é a única que produz todos os seus esmaltes “3 Free” como o mercado chama, mas as cores andam tão sem graça, que sinceramente, prefiro desembolsar um pouco mais e comprar um esmalte mais fashion.

4 Comments

Add Yours
  1. 1
    Larissa

    Também tô neste mesmo barco! É horrível! Sabia que os esmaltes da Revlon eram para alérgicas, mas as outras marcas importadas eu não sabia… Vou ter que fazer serviço extra pra comprar esmalte rs…

    • 2
      Barbara Duarte

      Pois é Larissa, quando comecei a ter alergia foi complicado porque não tinha quase nada de esmaltes importados, usava sempre a mesma cor. Depois, com o tempo, fui aprendendo quais marcas eram melhores e agora já estou com um acervo maior. Tudo é sempre uma questão de adaptação rsrsrs

      Bjs

  2. 3
    Stephanie

    Olá Barbara!!
    Sempre acompanho as novidades de seu blog e amo! Mas confesso que tenho preguiça de comentar rs
    Adorei esse post!
    Preciso confessar, sou SUPER alérgica a esmaltes e acetona. Passei vários anos com as unhas sem cor e curtíssimas (fracas pela falta do esmalte), pois testei diversas marcas, inclusive algumas mencionadas no post, e sempre apresentava reação alérgica. A minha alergia afeta mais nos olhos e ao redor da boca, impossível continuar com esmalte depois que ataca 🙁 .
    A partir de 2012, acredito que minha alergia tenha começado a ‘retardar’, pois comecei a testar algumas marcas que não me deram alergia, estou hiper-emocionada e tenho unhas coloridas a cada semana, isso é fantástico, me sinto uma criança que descobriu o esmalte vermelho da mãe 🙂
    Bom, como dica de um esmalte nacional que estou ‘in love’ é o da Ludurana, ele não contem os componentes tóxicos e ainda é um excelente custo-beneficio, por R$3,00 compro um vidrinho e fico contente. E, uma dica para um importado, é o da Victoria’s Secret, com apenas uma camada ele fica excelente e dura bem na unha, e o vidro é um charme!!!!!

    Provarei mais alguns =)

    Beijos

    • 4
      Barbara Duarte

      Olá Stephanie,

      que bacanas suas dicas! Não conhecia essa marca Ludurana e Victoria’s Secret ainda não testei. Obrigada por comentar, assim fica mais interessante pois as leitoras sempre conhecem marcas e técnicas que eu ainda não e isso enriquece o post!

      Sempre que tiver novidades, compartilhe aqui conosco!

      Bjs

Deixe uma resposta