A Moda dos Vinileiros

Se você tem mais de 30 anos se lembra facilmente do vinil: a chamada “bolacha” que vinha em uma capa grande de papelão, com capinha de plástico transparente para proteger e encarte com as letras e fotos da banda (quando tínhamos sorte!). Até o início dos anos 90 me lembro muito bem dos meus vinis e dos amigos que faziam um clube de troca. Como o produto era caro um comprava um e o outro amigo comprava o outro álbum para depois trocarmos e gravarmos o conteúdo em fita cassete. Pois é minha gente, quem vê toda a facilidade dos downloads de MP3 não sabe a dificuldade que era nos anos 80 e 90 conseguir as músicas do seu artista favorito e mais ainda, as letras de uma música!

Com o passar dos anos as pickups se transformaram em peças de museu e o único lugar em que víamos os antigos vinis era nas mãos dos DJs.

De olho em um público saudosista e que não dispensa a qualidade do som do vinil, nem o prazer de colecionar as obras de seus compositores preferidos, a Polysom, única fabrica de vinil da América Latina, já lançou, através da gravadora Deck, álbuns de artistas como Pitty, Cachorro Grande, Nação Zumbi e Fernanda Takai, entre outros. Agora  relança clássicos da discografia nacional. Os apaixonados pelo som do LP e pelo melhor da música brasileira terão mais uma vez a chance de desfrutar esses artigos em casa. Através de licenciamento com algumas gravadoras, criou o selo “Clássicos em Vinil” e lançou em julho o histórico “Africa Brasil”, de Jorge Ben e o marco do rock nacional “Nós Vamos Invadir sua Praia”, do Ultraje a Rigor. Até o final do ano, estão prometidas obras de Jorge Ben, Tom Zé, Secos e Molhados e Titãs, além de outras surpresas. Todos os discos da série terão edição limitada e serão produzidos com 180 gramas de vinil. Os áudios foram remasterizados dos tapes originais, assim como as artes também reproduzem o projeto gráfico original. O pacote é selado com um belíssimo adesivo dourado e preto criado especialmente para a série “Clássicos em Vinil”.

Por sua vez, no dia 01 de setembro, o selo Vigilante, que recentemente disponibilizou compactos em vinil de seus artistas, fará show especial, com 6 artistas da “casa”, no Studio SP.

Na moda, os vinileiros não possuem uma estética própria, mas sim são aqueles que apreciam estilos musicais de muito sucesso na época em que o vinil bateu seus records de venda (a década de 70), como o movimento punk, o rock e a disco. O visual dos artistas ícones de então é que dão o tom da tribo urbana dos vinileiros.  Para eles, o que interessa é expressar, por meio de suas vestimentas, seus gostos pessoais: camisetas das bandas favoritas, bolsas que lembram fitas cassete e discos de vinil, aparelhos de som, como o mostrado por Madonna em seu videoclip Hung Up, headphones enormes, o famoso tênis All Star, o neon e os cabelos ultra coloridos, que remetem instantaneamente ao visual de bandas como Duran Duran, durante o auge do movimento new wave.

Onde Comprar vinil:

em São Paulo na Baratos AfinsGaleria do Rock.
Livraria Saraiva e Livraria Cultura.

Show Lançamento do selo Vigilante com as bandas The Name, Boss in Drama, Volantes, MIM, Colombia Coffee e Vivendo do Ócio.
Data: 01 de setembro (quarta)
Horario: 21h
Local: Studio SP
Endereço: Rua Augusta, 591 – Consolação – SP
Ingresso: R$15 Porta/R$10 Lista Amiga

Fonte: Batucada Assessoria de Imprensa e Portal Use Fashion.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.